segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Motociclista e garupa é preciso sincronia e confiança


O que mais ouvimos e vemos no meio motociclístico são pessoas se gabando por serem bons motociclistas.
Entretanto o homem não foi feito para andar só, por isso muitas vezes leva com ele um companheiro(a), trata-se do garupa.
E você, sabe ser um bom garupa?
Parece ser muito simples, mas alguns cuidados são necessários para que o relacionamento entre o motociclista e o garupa esteja em sincronia.

Um mau garupa, uma pessoa desatenta ou inexperiente, que tenha um comportamento inadequado pode ser a causa de um acidente. Talvez por isso não é raro ver um motociclista que não goste de garupa, mas ninguém pode estar livre de incidentes e por isso pode ser forçado a levar um garupa, ou mesmo se tornar um.
Vamos ser básicos e didáticos, começando com a forma correta de se subir em uma moto. O garupa deve montar na moto como se estivesse montando literalmente em um cavalo, da seguinte forma, primeiro ele apoia um dos pés sobre uma das pedaleiras, passa a perna sobre o banco, apoia o outro pé sobre a outra pedaleira e ajeita-se para encontrar uma posição confortável, onde se sinta seguro.

Atenção garupa! Não custa nada ajudar nas manobras, por exemplo quando estiverem saindo ou chegando em algum estacionamento. Ajudar sempre é válido. Quando for preciso fazer algum pagamento, seja no estacionamento ou no pedágio, cabe ao garupa fazê-lo, fica mais fácil que ele fique com o dinheiro.
É muito importante evitar apoiar seu peso sobre o piloto. Claro que fica mais fácil quando a moto tem sissy-bar uma espécie de banco com acento muito comum nas motos custon, caso a moto não tenha, é preciso que o garupa  mantenha o corpo ereto, no máximo ele poderá  inclinar-se levemente para frente, nunca  para trás, isso pode desequilibrar a moto.
Na hora das arrancadas e freadas, deve segurar nas alças traseiras da motocicleta e não no condutor.
Uma inclinação errada pode ser fatal, principalmente se tratando de curvas, não fique com medo de cair, é importante confiar no piloto, pois seu medo pode te levar a inclinar-se para o lado contrário, desequilibrando assim a moto.
Evite movimentos bruscos, eles tendem a desestabilizar a moto, fique relaxado e busque sentir os movimentos do motociclista e da moto, buscando sincronia. Garupas que ficam muito duros, acabamfazendo a moto rebolar nas manobras.
Quanto maior a velocidade, mais próximo do piloto se deve ficar, assim o peso fica centralizado e diminui as turbulências causadas pelas rajadas de vento.
Essa dica é para as mulheres, é preciso ter bom senso e andar de moto com roupas adequadas, de preferência a calças, saias e vestidos nunca!!
Evite levar bolsas grandes, por mais que estejam na moda, e por favor economizem nos penduricalhos, nada que possa voar e se agarrar a roda, como cachecóis por exemplo.
Na hora de pegar a estrada todos os cuidados devem ser redobrados, se a viagem for à noite, cuidado para não cair no sono e com isso levar todos ao chão.
Enquanto ele estiver manobrando a moto mantenha seus pés nas pedaleiras.
Chegando ao destino nunca desça da moto sem avisar ao motociclista.
Com todos esses cuidados com certeza a dupla tende a perdurar!
Bons passeios para todos....
Fonte: http://www.encontrodemotos.com/articles/2012/11/motociclista-e-garupa-e-preciso-sincronia-e-confianca.

Nenhum comentário: