terça-feira, 4 de agosto de 2009

Pensamento em construção.

Poema em construção

Tanto sentimento, tanto por fazer...
Tento transformar o que sinto em palvras,
e, ultimamente, nem quando doi algo em mim
consigo facilmente escrever.

Antes, quando não levava fé no escrever
quando tudo era momento e podia, sem querer,
acontecer ou não, a palavra estava solta
na garganta e na mão.

Penso se realmente posso provar o que eu digo.
No momento só sei sentir, e quero sentir
até porque, no momento em que me encontro
me sinto amado, muito amado.

Não desejado, querido, como se fosse o
único. E não sabia que podia sentir isso
nem o quando essa troca era boa.
Sinto meu coração em paz.

Caso pudesse ver a mim próprio
como os outros me veem,
veria meus olhos brilhando.
Ah se eu pudesse provar o que digo...

Nenhum comentário: