terça-feira, 9 de setembro de 2008

Os dados do passado

AS MÃOS CONTÉM O ADEUS
POR JOEL GOMES
À MAISA NERY

Quando o amor segura a mão do sofrimento
E o corpo sente a alma fraquejar
Quando tudo o que tem peso inclina ao vento
Todo o mal mostra querer acompanhar

O peito de quem, só, padece em luto
Ao se sentir da morte aproximar
Ao sentir na garganta o peso, o grito
De dor, de tristeza, de pesar

Saiba que o viver explica a vida
E tudo o que nela há de encaixar
No ritmo que a ela se afina

E se a falta de equilíbrio desatina,
Não te perturbes, está no passo o caminhar
E no próprio caminho a saida

Nenhum comentário: